Fellipe Soares

atualizacoes-no-wordpress2
Fellipe Soares

Fellipe Soares

Atualizações no WordPress: Quais cuidados devemos tomar?

A utilização de um CMS como o WordPress para gerenciar o conteúdo do seu site ou blog é uma mão na roda. Tem muita coisa automatizada que nos permite preocupar-nos mais com o conteúdo. Uma das coisas que está incluso nesse pacote de soluções são as atualizações no WordPress.

A facilidade de se executar as atualizações no WordPress às vezes minimizam os riscos que este tipo de procedimento pode trazer.

Talvez para um site com poucos acessos e funcionalidades, uma atualização realmente não requer tanta preocupação assim, entretanto se tomarmos como parâmetro sites com funcionalidades importantes, como lojas, testes são necessários e muito bem vindos nessas situações.

Isto porque uma falha, por pequena que seja, em sites que envolvem entrega de valor para um cliente ou usuário pode causar danos às partes envolvidas.

O que observar na tela de atualizações do WordPress?

Tela de atualização dos plugins no WordPress

 

A tela de atualizações no WordPress é bem intuitiva e têm as informações cruciais para quem administra o CMS estar informado sobre o que está acontecendo. Na imagem acima você pode perceber:

  1. A versão atual do plugin ou tema que você está utilizando;
  2. A versão sugerida para atualização;
  3. Um link para você visualizar o que há de novo nessa atualização;
  4. A compatibilidade com a versão atual do WordPress que você está utilizando;

A informação mais importante que você precisa checar neste momento é o que está sendo liberado de novidade com essa atualização do plugin ou tema. Normalmente, atualizações trazem correções ou melhorias em alguma funcionalidade. Trazendo os detalhes da atualização 7.2.1 do Jetpack, veja:

O texto está em inglês, mas podemos notar que existem melhorias (“improves”) e também correção de bugs (“issues”) na mesma atualização.

Ótimo, agora eu posso atualizar então? Calma lá, jovem! Quem garante que uma dessas atualizações não vai impactar alguma de suas páginas ou funcionalidades, certo? O ideal é termos uma instalação local do WordPress. No Codex existe uma página explicando como fazer isso. Utilizando um plugin de backup (existem vários) você pode rapidamente criar uma cópia do seu site diretamente no seu computador.

Com este ambiente local pronto, chegou a hora de atualizar e fazer os testes! Não existe um segredo para realizar um teste mas recomendo basear-se na atualização que está sendo feita.

Se é o WooCommerce que está sendo atualizado, tente simular uma venda, pesquisa de produtos ou o cadastro de um cliente. Se a atualização é no Jetpack, teste fazendo uma publicação e verificando se as funcionalidades extras estão funcionando perfeitamente.

Testes sempre evitam “sustos” por mais simples que possam parecer. Mas vamos falar agora da atualização do WordPress (core).

Atualização do núcleo do WP

As atualizações do WordPress normalmente demandam mais atenção porque não estão atualizando uma parte específica do seu site como um plugin ou tema, mas sim o sistema que faz o gerenciamento de tudo aquilo ali :).

No momento em que escrevo este post, haverá uma atualização do WordPress para a versão 5.2 e ela trará correções importantes, mas o principal, uma recomendação quanto à versão mínima do PHP para operação do WordPress. A comunidade é bem atenciosa, e no próprio post eles informam a melhor forma de você testar e também ajudar a descobrir possíveis problemas.

Recomendo fazer a assinatura por e-mail do blog do WordPress no Brasil e se manter atualizado do que está por vir.

Considerações finais

Eu entendo que você pode estar usando o WordPress e não ser um desenvolvedor/programador/webdesign para ficar “testando as coisas”. O objetivo deste artigo é trazer a discussão e a informação sobre se manter informado sobre o que está sendo atualizado no SEU site. Devemos assumir a responsabilidade ao clicar naquele botão de atualizar. Se não fosse nossa responsabilidade, a atualização seria automática, não é mesmo? 😛

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu